A Importância da amamentação exclusiva.

Saúde e Bem Estar
Visto 153 vezes des de 2 de abril de 2014.

A importância do aleitamento materno é indiscutível tanto para a saúde da mãe quanto para a saúde física e psicológica do bebê, sabe-se que quase 96% das mulheres brasileiras iniciam a amamentação, porém apenas 14,7% delas amamentam exclusivamente no período de 4 a 6 meses.
Quando o bebê de até 6 meses se alimenta só com o leite do peito, ele não necessita de nenhum outro alimento para que suas necessidades diárias de nutrientes estejam completas . Logo, é desnecessário a uma criança nessa idade faça ingestão de água, chás, papinhas ou qualquer outro tipo de alimento.
O leite materno também evita o surgimento de algumas patologias como a diarreia (em crianças a diarreia pode levar à morte por desidratação), infecções intestinais, pneumonias, infecções de ouvido, alergias e muito mais.
Ele também favorece a fala, pois evita o fechamento incorreto dos dentes, além de reduzir a incidência de cáries.
 Sobre o Aleitamento Materno:
Amamentar logo que o bebê nasce diminui o sangramento da mãe após o parto e faz o útero voltar mais rápido ao tamanho normal, e a diminuição do sangramento previne a anemia materna.
Até o sexto mês, dar somente o peito.
O bebê deve mamar sempre que quiser, inclusive durante a madrugada.
Isto diminui a chance de nova gravidez se a mãe ainda não menstruou. Desta maneira, o seu corpo continua produzindo quantidade suficiente de hormônios que ajudam a evitar filhos.
O colostro é o primeiro leite que a mãe produz, ele é produzido em menor quantidade, que é adequada para os primeiros dias. Pode ser claro ou amarelo, grosso ou ralo. O colostro é o alimento que defende o bebê de muitas doenças, por isso é comparado a uma vacina.
O bebê precisa mamar um peito todo antes de passar para o outro, assim ele toma o leite do final da mamada e engorda de forma adequada.
O bebê mamar muitas vezes é normal, pois o leite materno é de digestão fácil e logo ele sente fome novamente.

Existe um jeito correto de o neném mamar, se chama pega correta. Ela deve ocorrer de forma que o bebê encaixe a boca ao redor da auréola (a parte escura ao redor do bico).
Para que o bebê solte o peito sem feri-lo é necessário que a mãe insira o dedinho no canto da boca do bebê.
Todos os tipos de bico permitem a amamentação, a criança não mama o bico, mama toda a auréola.
Não deve ser usada pomada, sabão ou sabonete nos mamilos, pois eles ficam mais sensíveis e suscetíveis a rachaduras.
O aleitamento exclusivo (alimentar só no peito) é a melhor maneira da mãe alimentar seu filho, pois ele contém vitaminas, minerais, gorduras, açúcares, proteínas, todos adequados ao organismo do bebê.
A amamentação exclusiva também favorece a afetividade entre a mãe e filho, o que reflete no indivíduo que esta criança será no futuro.
Além desses fatores, o leite materno não tem risco de contaminação e não pesa na bolsa e no bolso, como a mamadeira.
A prática de amamentação exclusiva deve ocorrer até os 6 meses de vida da criança e posteriormente o aleitamento deve continuar até, pelo menos, os 2 anos de vida da criança de forma complementar, ou seja, de forma que complete a alimentação que será oferecida à criança.

Quanto vale essa matéria / post?
Se você gostou, considere fazer uma doação de qualquer valor para ajudar o autor:

Digite o valor que deseja contribuir:
R$ .

>> ENVIAR <<
Após a sua colaboração você poderá baixar um certificado de agradecimento pela sua participação.
#COMPARTILHE:
MAIS:
Tags: ,

Deixe uma resposta

Continua depois da publicidade:
Anúncio: