Cursos GRÁTIS Online Saúde e Bem Estar

Aprenda fazer Crioterapia Estética em casa

Aprenda e faça Crioterapia Estética em casa

Muitas mulheres se queixam devido à falta de tempo para realizar atividades físicas e acabam usando isso, como desculpas para justificarem suas gordurinhas localizadas.

É fato que não são todas as pessoas que têm condições financeiras de obter um serviço nas academias do Brasil, porém existem maneiras caseiras para se combater celulites, estrias e culotes.

A Crioterapia resfria o corpo, fazendo com que ele se defenda e com isso, queime gorduras. Você verá a seguir, como é simples a maneira de ser feita, como os resultados são satisfatórios para o nosso corpo e todos os benefícios que esta terapia nos proporciona.

Clique em PRÓXIMO para continuar no curso GRATUITO, Conferir e entenda por que a crioterapia emagrece:

O que é Crioterapia

Crioterapia é um grupo de diversas técnicas e procedimentos na Fisioterapia no qual se aplica baixas temperaturas em regiões locais ou gerais do corpo.
Knight define crioterapia como “terapia com frio” a aplicação terapêutica de qualquer substância ao corpo que resulte em remoção do calor corporal, diminuindo, assim a temperatura dos tecidos.

Ela abrange uma grande quantidade de técnicas específicas que utiliza o frio na forma, líquida (água), sólida (gelo) e gasosa (gases) com o propósito terapêutico de retirar o calor do corpo induzindo um estado de hipotermia, para favorecer uma redução da taxa metabólica local, promovendo uma diminuição das necessidades de oxigênio pela célula.

Para que seja atingido o resfriamento muscular em indivíduos magros, necessita-se de um tempo curto, sendo que em obesos o período de aplicação deve se prolongar. Isso implica que o tecido adiposo serve como isolante térmico dificultando o resfriado do mesmo.

É aplicada ao corpo através de métodos como: spray (todos os tipos), cubos de gelo, compressas, criomassagem, crioalongamento, criocinética, aparelhos e imersão.

Existem dois tipos de crioterapia.

A de uso medicinal e a estética. Quando fraturamos alguma parte de nosso corpo e aplicamos gelo no local para diminuir a dor, isso é crioterapia medicinal. Porém, falaremos somente da estética que é a mais atrativa dentre as mulheres.

Como funciona a crioterapia estética:

Para se obter redução de gorduras ou combate a flacidez, é aplicado um produto na pele que fará com que seu corpo se resfrie.
Com esta ação de resfriamento, seu organismo buscará soluções para reequilibrar novamente o seu corpo, e esta solução será gastar as energias presentes na região em que o produto crioterápico foi aplicado.

Ao gastar estas energias, as gordurinhas indesejáveis serão queimadas.
Fique atento somente as contraindicações!

Contraindicações: Pessoas que possuem algum tipo de doença de pele, grávidas ou com problemas de asma e cardíacos não devem realizar esta terapia. Outra informação importante é que este tratamento é indicado somente para pessoas com gorduras localizadas.

Como Fazer a Crioterapia em casa

Primeiramente, a região com a gordura deve ser esfoliada, garantindo assim, melhor penetração do produto.

Em seguida, aplique um creme redutor rico em cânfora ou mentol no local e massageie com movimentos circulares.
Envolva toda a região com uma faixa e deixe o produto agir por 20 a 30 minutos.

Após este tratamento, é indicado que se tome banho somente após algumas horas para evitar o contato da água quente com a região fria.

Faça este procedimento 3 vezes na semana e sinta o seu corpo se transformar gradativamente.


A partir da 8ª sessão já é possível notar os resultados.

Os Benefícios da Crioterapia


Quando o corpo tenta restabelecer a temperatura normal de nosso corpo, há uma aceleração em nosso metabolismo, o que proporciona o emagrecimento.

Sem dúvidas, este é o maior benefício desta terapia, pois além de acabar com flacidez ainda emagrece!

Um dos maiores problemas é a mudança de temperatura. Mulheres que já usam a crioterapia relatam que já passaram muito frio durante as sessões, mas não se arrependem de a terem feito.
Além de tudo isso, esta terapia melhora a produção de colágeno, auxilia a circulação do sangue, faz com que o corpo gaste mais energias e ainda pode ser feita em casa! Com tantos benefícios assim, fica difícil encontrar pontos negativos para a crioterapia.

Como fazer a Bandagem Fria em casa

Crioterapia em casa


A bandagem fria é uma das muitas técnicas usadas para o combate à celulite e as medidas “ supérfluas”.

Mas, assim como outros tratamentos cosméticos feitos em clínicas, pode estar fora do orçamento de muitas (normalmente o preço da sessão de bandagem corporal é de R$ 80,00), por isso, aprenda agora a fazer em casa a bandagem fria e usufrua seus efeitos.

(Existem pessoas que chegam a perder até 8 centímetros com o tratamento), melhorando a aparência e a autoestima para encarar a estação quente numa boa!

1º passo: A máscara esfoliante


Umedeça o corpo com uma toalhinha molhada e faça uma esfoliação com a máscara esfoliante que você já deve ter preparada.

Para fazer a máscara esfoliante misture:

– 1 xíc. (chá) de aveia em flocos finos com 1 copo de iogurte natural ou

– 1 xíc. (chá) de fubá com 2 xíc. (chá) de água e 1 col. (sopa) de mel.

Agora aplique:

Aplique pequenas quantidades desse esfoliante em movimentos circulares. Retirando as células mortas, a penetração dos princípios ativos na pele é facilitada.
Depois retire com água fria em abundância.

2º Passo: A bandagem


Com um pincel macio ou uma esponja, aplique um gel redutor de sua preferência na área a ser tratada (preferencialmente uma camada generosa).

Enrole uma faixa de fita crepe (deixe-a firme sem apertar), deixando agir por 40 minutos.

Talvez o gel ultrapasse a bandagem, por isso, é ideal usar um biquíni ou camiseta velha enquanto espera.

Depois do tempo esperado, retire a faixa e tome banho normalmente.
Esse procedimento deve ser feito, no mínimo, três vezes por semana.

Contraindicações

As contraindicações são: pacientes com alteração cardiovascular (cardiopatia, arritmia cardíaca), hipotireoidismo, hipertireoidismo, distúrbio da microcirculação arterial, hipertensão, pele seca, psoríase, dermatite de contato, alergia ao frio ou aos componentes da fórmula, gastrite, úlcera, eczema, neuropatia periférica, síndrome de Raynoud e com celulites tipo compacta”.

IMPORTANTE: Quem está recebendo a bandagem não pode estimular o calor, ou seja, deve permanecer em repouso durante a aplicação da técnica. Pois a tendência é de querer se aquecer do frio.

Recomendados:

Cerca de 200 lotes de remédios para Hipertensão serão recolhidos pela ANVISA

Portal10

Lúpus: Conheça os sintomas e tratamento

Portal10

Curso GRÁTIS: Técnicas para passar em Provas Exames e Concursos

Portal10

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe sua opinião