Jornal dos ACS e ACE

  • Home
  • Jornal dos ACS e ACE
Agente de Saúde é denunciado ao Tribunal de Contas do Estado.

O Agente Comunitário de Saúde Sidney Alves de Santana, foi denunciado ao Tribunal de Contas do Estado por um colega Vereador do Município de Dirceu Arco Verde (PI) por acúmulo de cargos.

De acordo com a denúncia, Sidney além de ser Agente de Saúde com carga horária de 40 horas, também exerce o cargo de Professor no povoado Lagoa do Buraco, com carga horária de 20 horas, e mandatos de Vereador e Presidente da Câmara Municipal de Dirceu Arco Verde – PI.

Isso  seria incompatível pela carga horária que o mesmo deveria exercer em suas funções.

A constituição Federal, no seu artigo 37, proíbe o acúmulo de cargos púbicos, já no artigo 38, a constituição versa sobre a condição de vereador, este pode acumular seu mandato com outro cargo público, caso haja compatibilidade de horários.

A denúncia foi encaminhada ai Conselheiro Relator Delano Câmara, afim de que sejam tomadas as providências.

22 de setembro de 2017 / de / no
Frente Parlamentar convence Câmara a aprovar o INCENTIVO (14º) dos ACS e ACE

Há 11 anos, os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e os Agentes de Combate às Endemias (ACE) lutam para receber o tão sonhado Incentivo Adicional dos ACS e ACE (Popularmente conhecido como 14 salário), benefício esse que foi oficializado pelo governo federal desde 2014, no caso dos ACS, e 2015 para os ACE, através da portarias 314 e 2031, respectivamente.

Desde sua oficialização pelo Governo Federal, essa verba é enviada pela União todos os anos, mas por falta de regulamentação, acaba sendo usada para outras finalidades.

Após reunião técnica de trabalho com a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos dos Agentes de Saúde e de Combate às Endemias, a Câmara de Vereadores de Barra do Garças – MT, aprovou, por unanimidade, a regulamentação do incentivo financeiro de final de ano aos agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes de combate de endemia (ACE), na segunda-feira (18). Agora o projeto aguarda sanção do prefeito Beto Farias (PSD).

Caso o projeto seja sancionado pelo Prefeito, os 160 agentes do município poderão ajudar suas famílias com esse direito assegurado.

Fonte: Site da Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso – Por JARDEL ARRUDA / Assessoria de Gabinete

Essa é mais uma vitória para os ACS e ACE de um município distinto (nesse caso,  Barra do Garças – MT), mas serve como motivação aos guerreiros de muitos outros municípios que ainda estão na luta para garantir esse e outros direitos junto aos gestores municipais.

COM UNIÃO E LUTA É POSSÍVEL VENCER!!!

21 de setembro de 2017 / de / no
Agente de Saúde Grávida é assassinada por Filho de Ex-Vice-Prefeito

Dandara Ramos, era uma bela jovem de 21 anos, que trabalhava de Agente de Saúde em Conceição de Macabu (RJ) estava desaparecida até que o namorado confessou o assassinato.

Segundo informações da Polícia Civil,  Gabriel (Filho de Ex-Vice-Prefeito), que era o principal suspeito, confessou a autoria enquanto prestava depoimento.

A polícia acredita que Dandara teria dito à Gabriel que estaria grávida e esse teria sido o motivo que levou o jovem a matá-la.

Foto: Reprodução – Google Imagens

Após confessar, Gabriel levou os policiais até o local onde o corpo da jovem foi deixado, em uma área de difícil acesso no distrito de Macabuzinho, zona rural de Conceição de Macabu, .

Fonte: Reportagem exibida em 18/09 no RJ INTERTV sobre o assassinato de Dandara Ramos em Conceição de Macabu.

Infelizmente essa não é uma notícia que gostaríamos de compartilhar com vocês, mas como o portal tem o dever de manter os leitores informados, a publicação de matérias como essa se faz necessário para além de informar e também alertar a todos.

Nesse momento tão difícil só podemos desejar força aos amigos, companheiros de trabalho e familiares para que suportem a dor da perda.
Que Deus conforte o coração de todos nesse momento.

19 de setembro de 2017 / de / no
COFEN pede esclarecimentos sobre a nova PNAB ao Ministério da Saúde

Basou a Nova PNAB ser aprovada anteontem (31/08) e a notícia ser divulgada em grande escala por sites, blogs e redes sociais que o alvoroço começou.

Intrigados com o texto da Nova Política Nacional de Atenção Básica (PNAB) que diz que os Agentes Comunitários de Saúde agora poderão aferir a pressão arterial, glicemia e realizar curativos nos pacientes durante as visitas domiciliares, o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), enviou o OFÍCIO Nº 1449/2017 / GAB/ PRES solicitando mais esclarecimentos sobre o assunto.

Em matéria publicada no dia 01/09 em sua página oficial na internet o COFEN ainda diz que com base na análise e retorno do Ministério da Saúde, eles adotarão as medidas cabíveis, caso haja confronto com o previsto na Lei do Exercício Profissional, que regulamenta as atividades de todos os profissionais da área de Enfermagem, zelando pela qualidade dos serviços prestados.

Traduzindo:

Se os Agentes Comunitários de Saúde vão aferir a pressão arterial, glicemia e realizar curativos nos pacientes o que farão os Técnicos de Enfermagem?

Vejam parte do ofício divulgado pelo COFEN:

Será que os ACS vão fazer o trabalho dos técnicos de Enfermagem?

E você, oque acha disso? Deixe a sua opinião no formulário de comentários abaixo:

2 de setembro de 2017 / de / no
Nova PNAB Aprovada: E agora? O que muda?

Hoje foi aprovada a tão temida por uns e admirada por outros Nova Política Nacional da Atenção Básica (PNAB)

Aí vem a pergunta:  agora? O que muda?

Busquei informações no site do Ministério da Saúde para trazer as reais notícias e não as milhares de especulações que estão circulando por aí em sites e blogs de pessoas que nem profissionais da área são.

Vejam os tópicos mais importantes da Nova PNAB :

De acordo com matérias divulgadas pelo Ministério da Saúde, a Nova política de Atenção Básica promete ajudar a resolver 80% dos problemas de saúde nesta área.

Ela também diz que mais equipes vão receber recursos do Ministério da Saúde e os Agentes Comunitários de Saúde passam a ter atribuições como medir pressão e fazer curativos.

A nova PNAB pretende ampliar o número de equipes aptas a receber recursos e valorizar a atuação dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias.

De acordo com o texto, para qualificar e tornar mais resolutivo o atendimento da população nas visitas domiciliares, os ACS e ACE vão poder aferir pressão e glicemia, além de fazer curativos.

A observação é que essas novas atribuições começam só após autorização legal e capacitação dos profissionais, mas o texto fala que de um total de 329 mil agentes comunitários de saúde e de combate às endemias, 40% já possuem qualificação como técnicos em enfermagem e estão aptos a realizar as novas funções. Os outros 200 mil serão capacitados pelo Ministério da Saúde em um prazo máximo de cinco anos.

A parte textual que aterroriza os profissionais ACS, é a que fala que  a nova legislação mantém o mínimo de profissionais – médico, técnico de enfermagem, odontólogo –, garantindo a qualidade do atendimento, mas flexibiliza o número de agentes comunitários de saúde.

O mínimo agora é de apenas 1 (um), Agente Comunitário de Saúde nas equipes de Saúde da Família e 4 (quatro) nas regiões de vulnerabilidade social.

Também Agora, todas as Unidades Básicas de Saúde passarão a oferecer um conjunto de serviços essenciais para a saúde da população, como pré-natal, acompanhamento de hipertensos e diabéticos, procedimentos cirúrgicos de pequena complexidade e aplicação de vacinas. Cada unidade também receberá a indicação de um gerente.

Outra ação é facilitar o atendimento ao cidadão em todas as unidades de saúde desvinculando o cidadão de seu endereço residencial, assim, ele poderá ser tratado em mais de uma unidade, podendo ser próximo da sua casa, do trabalho, ou outra UBS de sua escolha. Vale destacar que, com a implantação do Prontuário Eletrônico em todas as UBS, a população poderá ser atendida em qualquer unidade de saúde.

Fonte:  Agência Saúde – http://portalsaude.saude.gov.br / Atendimento à Imprensa – (61) 3315-3533/3580

31 de agosto de 2017 / de / no
ACE pode receber até R$ 5,5 mil (Revista Valor Econômico)

Uma matéria publicada na Revista Valor Econômico publicada no último dia 17, com o título: União paga mais de R$ 13 mil a 23% dos servidores,diz que quase um quarto (23%) dos servidores ativos do Executivo federal recebe salário acima de R$ 13 mil, segundo dados do Ministério do Planejamento.

Mais de 70% deles têm vencimentos superiores a R$ 5 mil, o valor que o governo pretende estabelecer como salário máximo inicial para as novas contratações a fim de economizar R$ 18,6 bilhões em cinco anos.

A matéria ressalta que embora os maiores salários estejam nas carreiras que exigem nível superior, um Agente de Combate às Endemias, de nível médio, pode receber R$ 5,5 mil, enquanto um agente da Abin, também de nível médio, chega a ter vencimentos de pouco mais de R$ 10 mil.

Da mesma forma, o nível superior tem salários mais baixos que os intermediários.

Claro que a matéria fala dos Agentes de Combate às Endemias que foram absorvidos pelo Ministério da Saúde – Fundação Nacional de Saúde – FUNASA após a extinção da antiga SUCAM, que eram chamados de os “Mata Mosquitos”, mas porquê toda essa discrepância entre os valores pagos aos ACS e ACE de matrícula Federal (FUNASA) e os de matrículas Municipais?

Não são os mesmos cargos, criados pela mesma Lei?

Fica aqui o meu questionamento sobre esse assunto.

E você oque acha? Participe deixando a sua opinião no formulário de comentários abaixo.

Fonte: Revista Valor Econômico – Site: http://www.valor.com.br/brasil/5083364/uniao-paga-mais-de-r-13-mil-23-dos-servidores

 

18 de agosto de 2017 / de / no
REAJUSTE Piso dos ACS e ACE é APROVADO pela Comissão Especial

REAJUSTE APROVADO!

Foi com essas palavras que Raimundo Gomes de Matos – Deputado Federal pelo Ceará deu a tão esperada notícia para os seguidores do seu perfil oficial na Rede Social Facebook.

A grande notícia é que nesta quarta-feira, 16 de agosto de 2017, com muita luta e mobilização, foi finalmente aprovada a PEC 22/2011 em sua Comissão Especial.

O próximo passo é articular com a Câmara dos Deputados, para que a matéria seja pautada o mais breve possível.

A UNIÃO FAZ A FORÇA!

O Reajuste do Piso Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias que foi APROVADO por UNANIMIDADE pela CCJ DA Câmara Federal terá o valor de R$ 1.600 (Mil e seiscentos reais) + INPC + PIB + 20% de reajuste anuais com data base sempre no dia 1 de janeiro.

O relatório da PEC 22/11 foi aprovada na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados Federais) por unanimidade.

O texto prevê o reajuste do piso salarial nacional dos ACS e ACEs além de ter mecanismo que reajusta o mesmo todos os anos.

Com a PEC aprovada, os Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias poderão recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) caso o governo não realize os reajustes anuais.

O texto agora segue para o plenário da Câmara onde será apreciado em duas sessões em (1° e 2° turno)!

Se passar pelo plenário o texto segue para o Senado será apreciado por aquela casa em processo semelhante ao do plenário da Câmara (Duas sessões 1 e 2° turno).

Fonte: Perfil oficial de Raimundo Gomes de Matos – Deputado Federal pelo Ceará

A UNIÃO FAZ A FORÇA!

ESPALHE A NOTÍCIA:  #COMPARTILHE

17 de agosto de 2017 / de / no
Câmara aprova incentivo dos ACS e ACE

Depois de um inicio de semana com notícias tão tristes para as categorias de Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, finalmente uma notícia boa.

A dica é do Leitor Mikael Sampaio, que veio até a nossa página de ACS e ACE no Facebook deixar uma matéria que foi publicada em seu blog sobre o incentivo adicional dos Agentes de Saúde e Endemias que foi aprovado na Câmara Municipal de Salgueiro-PE.

A matéria cujo link está disponível no final desse artigo, fala que na última terça-feira (08), a Câmara municipal de vereadores de Salgueiro-PE, aprovou o tão sonhado incentivo adicional conhecido como 14° salario dos ACS e ACE através do projeto de lei n° 10/2017 de autoria do prefeito de Salgueiro Clebel Cordeiro que autoriza o repasse financeiro anual aos agentes de saúde e agentes de combate às endemias da quele município.

Segundo a presidente da Amasc Josenilda Rosendo – Esta luta pelo incentivo conquistado vem desde o tempo em que deixamos de receber em 2004 e que estamos lutando para conquistar novamente, até que graças a Deus e o esforço de todos os ACS e ACE que se envolveu na luta e como sempre falo, não há vitorias sem lutas. As lutas são os segredos para o sucesso, conseguimos subir mais um degrau e a luta continua… Nosso próximo passo na luta é o reajuste salarial com retroativo a parti de janeiro de 2017 e a conclusão de curso técnicos para os ACS e qualificação para ACE. Destacou Josenilda.

Você pode ler a matéria completa que foi publicada em 08/08/2017, às 09hs50min no blog Mikael Sampaio clicando aqui.

#COMPARTILHE

8 de agosto de 2017 / de / no
Morador faz denúncia em rádio sobre Agente de Saúde

Em entrevista concedida ao programa Giro de Notícias, na Rádio Visão FM, na última sexta-feira (4/8), o cidadão Joaquim Alves dos Santos, residente na Rua Floriano Peixoto, no Bairro Corante, em Palmas de Monte Alto, utilizou do espaço para cobrar da Secretaria Municipal de Saúde, providências urgentes com relação à falta de atendimento da Agente Comunitária de Saúde.

Segundo ele, há vários anos que os moradores do referido bairro não recebem visitas periódicas e isso prejudica o acompanhamento de saúde às crianças, aos jovens, adultos e idosos.

Ouça abaixo a denúncia do morador no programa de rádio:

8 de agosto de 2017 / de / no
Agente de Saúde é encontrado morto dentro de geladeira

Essa triste notícia foi publicada pelo Andradina | Mil Notícias:

O corpo do agente comunitário de saúde do município de Andradina, Marco Antônio de Oliveira Pereira, de 50 anos, residente na rua Amazonas, a 150 metros da praça Stella Maris, foi encontrado na noite deste domingo (23), dentro de uma geladeira abandonada em um canavial localizado no bairro Água Branca, distante 3 Km da Rondon, sentido bairro Timboré.

A Polícia Militar registrou boletim de ocorrência no plantão policial. Seu corpo foi sepultado no cemitério São Sebastião.

O corpo de “Marquinhos”, que era homossexual e morava sozinho, estava dentro da geladeira com um saco plástico na cabeça, amarrado com fio de telefone, amordaçado e parte dele queimado, depois que o criminoso tentou incendiá-lo com o carvão que ele havia comprado. Ao que tudo indica, ele queria eliminar provas do crime.

AS PRISÕES

Depois de obter informações sobre suspeitos, a Polícia Militar prendeu na noite de domingo (23), o auxiliar técnico Daniel Gomes da Silva, de 22 anos, residente na rua 11 da cohab Gasparelli, acusado de ser o autor do homicídio por estrangulamento e o serviços gerais Yan Ranielli Moraes de Oliveira, de 23, residente na rua 13 do Loteamento Nova Canaã, também no bairro Gasparelli, acusado de ocultação de cadáver depois de se descoberto que ele ajudou o assassino confesso a transportar o corpo da vítima até um canavial no bairro rural Água Branca.

O CRIME

Marco Antônio foi morto na tarde da última sexta-feira (21), por estrangulamento e seu corpo só foi descoberto neste domingo (23), depois que colegas de serviço estranharam seu sumiço e um deles foi até a casa dele para obter maiores informações. Quando chegou ao local, encontrou uma mulher de nome Bruna, que disse estar dando uma “arrumada” na casa, porém, ao ser perguntada sobre o morador da casa, disse que ele não estava.

Estranhando o fato, a pessoa acionou a Polícia Militar, porém, não a encontrou mais pelo local. Diante de informações sobre características da mulher, que seria ‘namorada’ de um dos envolvidos, e com a identificação da placa da motocicleta utilizada por Daniel e Yan, a PM localizou Daniel no campinho de futebol do bairro Gasparelli, próximo das traves, ameaçando se matar. Depois de muita conversa entre a PM e bombeiros, conseguiu-se que ele desistisse da intenção, sendo detido e algemado.

Para se chegar ao segundo envolvido, foi questão de tempo e, depois de descobrir onde mora, Yan foi detido em sua casa no Nova Canaã. Ele disse que não estava no momento da execução do agente de saúde, “apenas” ajudou a transportar a geladeira com o corpo da vítima.

ELIMINAÇÃO DE PROVAS

Depois de assassinar o agente de saúde por estrangulamento com o golpe conhecido como “mata leão”, Daniel Gomes, que é praticante de Jiu Jitsu, quis se livrar de provas e contou com a ajuda de Yan, de um vizinho, o pedreiro desempregado W. F. S., e do motorista do caminhão Ford F-4000, nas cores cinza e preto, Maurício Estevão da Silva, 49 anos, residente no Jardim Europa, que faz serviços de frete.

Quando o fretista chegou na casa onde estava a geladeira, Daniel alegou que o mau cheiro vindo dela tratava-se de carne de capivara deixada dentro do refrigerador desligado. Enquanto Bruna lavava a casa para retirar o sangue que escorria do corpo da vítima, já em estado de putrefação, Daniel e Yan acompanharam o fretista de moto até a área rural distante dois quilômetros da cidade, muito próximo do local onde, há dez anos um homem conhecido por Oseias foi morto também com requintes de crueldade.

O frentista e o pedreiro desempregado receberam R$ 50,00 cada um pelo serviço, mas não sabiam tratar-se de um crime. Depois de ouvidos pelo delegado plantonista e liberados ao final da ocorrência. Bruna está sendo investigada para apurar se estava no local na hora do crime.

Depois de preso, Daniel alegou que ouvia vozes que o mandava cometer o homicídio por se sentir ameaçado pela vítima. Os dois se conheceram a uma semana, e Danel alegou que queria alugar um imóvel de Marcos. Tudo isso será objeto de investigação para concluir o inquérito.

Segundo policiais, ele já não sabia o que era real ou imaginação, pois disse muitas coisas desconexas. Quando ao sangue que ele disse ter visto sair da geladeira, foi do corpo da vítima que começava a sofrer os efeitos da putrefação devido o lugar abafado e o tempo da morte.

Fonte: | Andradina | Mil Notícias em  24/07/2017 as 20:12

Infelizmente essas notícias estão se tornando cada vez mais corriqueiras, e nós como portal de notícias, mesmo não gostando temos o dever de publicá-las para servir de alerta aos profissionais e a toda a população sobre o risco corremos todos os dias ao sair de casa para cumprir os deveres da nossa profissão.

Esperamos que Deus conforte o coração da família e amigos do Agente de Saúde nesse momento tão difícil.

24 de julho de 2017 / de / no