Saúde e Bem Estar

Azia, Gastrite, Ulcera, H. Pylori – Infecção, Contágio, Diagnóstico e Tratamento.

Helicopter Pylori, mais conhecida como H. Pylori é uma bactéria bastante comum que vive no estomago do ser humano. (Estima-se que cerca de 60 a 70% da população mundial está infectado com essa bactéria).

A mesma é responsável por alguns danos causados ao aparelho gástrico como Azia, Gastrite, Ulcera e Cancro do Estômago, porém você pode ser um dos que tem essa bactéria alojada e nunca sentir nada, pois a maioria dos infectados não sente nenhum desses sintomas.

Ela é chamada assim (Helicobacter), porque tem formato de Hélice e essa forma de espiral lhes dá a facilidade de atravessar os mucos que protege o epitélio gástrico.
Bom, se você chegou até aqui é porque deseja informações claras sobre essa bactéria tão famosa e em alguns casos perturbadora, então vamos aos tópicos.

--- CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO ---

Infecção e contágio: 

A infecção pode ser sintomática ou não, pois como já foi dito, você pode ter e nunca sentir os sintomas.
O que mais perturba os portadores da Bactéria que são sintomáticos é a famosa pergunta:

Essa bactéria é transmissível? Ou seja, se eu tiver posso transmitir aos meus familiares?

Infelizmente a resposta é Sim, pois se uma pessoa do seu vínculo familiar estiver infectada, a probabilidade de as outras pessoas da sua casa também se infectar é enorme.

Azia, Gastrite, Ulcera, H. Pylori – Infecção, Contágio, Diagnóstico e Tratamento.

Azia, Gastrite, Ulcera, H. Pylori – Infecção, Contágio, Diagnóstico e Tratamento.

A forma mais óbvia de contágio é a via oral, normalmente transmitida através da água. Isso se dá porque o ser humano expele a bactéria através de Vômitos e Fezes que podem contaminas a água e dependendo das formas de higienização até utensílios que poderão ser utilizados por outras pessoas sendo infectadas também, (por isso em alguns casos a infecção com H. Pylori é associada a falta de higiene).

Diagnóstico: 

Para se diagnosticar a presença dessa bactéria no organismo existem três principais tipos de exames:

O primeiro é o exame respiratório que detecta a presença da bactéria através da saliva.

O segundo é através de exames de sangue que detecta traços da bactéria na corrente sanguínea.

E o terceiro que é o mais utilizado é através de uma endoscopia que trata-se da colheita de material das paredes estomacais que detectam a presença da bactéria em seu aparelho gástrico por meio de biopsia.
Agora, finalmente… 

O Tratamento:

Embora a presença dessa bactéria seja perturbadora quando sintomática, o tratamento é simples e se dá com uma terapia tripla que normalmente tem a duração de uma semana com o uso de Amoxicilina, Claritromicina e Omeprazol e em algumas vezes o Metronidazol é usado no lugar da Amoxicilina quando a pessoa é alérgica a Penicilina. (de acordo com as Orientações médicas)
Mas como nem tudo é tão simples infelizmente em muitas pessoas é encontrado bactérias resistentes a antibióticos que devem ser tratados com estratégias alternativas.

A boa notícia é que algumas pesquisas dizem que o consumo de brotos brócolos podem erradicar a bactéria H. Pylori. Esses Brotos são vegetais como a Couve-Flor, Repolho, Couve de Bruxelas, Couve Nabo e o Brócolis.

Já um estudo feito na Mongólia indica que o extrato de chá verde pode evitar o crescimento da H. pylori no organismo.

OBS: Os textos escritos nesse post são resultados pesquisas feitas em diversas fontes que foram adaptados ao máximo do linguajar popular para facilitar a compreensão das pessoas que buscam informações fáceis sobre o assunto.

Qualquer critica, erros e outras sugestões podem ser feitas através do formulário de comentários logo abaixo.

SUA AVALIAÇÃO:
1 votos e 5 pts
--- CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO ---

Receba novidades no seu email:

* Obrigatório

Recomendados:

9 Principais Cuidados com Lentes de Contato

Portal10

Cerca de 200 lotes de remédios para Hipertensão serão recolhidos pela ANVISA

Portal10

Lúpus: Conheça os sintomas e tratamento

Portal10

DEIXE SEU COMENTÁRIO