Saúde e Bem Estar Utilidade Pública

Aprenda a escolher o seu Método Anticoncepcional ideal

Existem vários métodos contraceptivos disponíveis.

Junto com o seu médico, você poderá escolher aquele que melhor se adapte ao seu corpo e às suas necessidades.

Para os Garotos, Existe somente a Camisinha, porém ela é extremamente importante, pois atualmente ela é o único método masculino disponível para a prevenção das DSTs e, portanto, deverá ser usada em toda relação íntima.

As garotas têm uma variedade maior de opções:

Métodos naturais, como a tabelinha, não são indicados para adolescentes, porque as menstruações costumam ser irregulares nos primeiros anos da adolescência e também por serem as relações esporádicas e não programadas.

O Diafragma é uma capinha de borracha que deve ser colocada na vagina antes de cada relação, impedindo que os espermatozoides atinjam o útero.

Os Implantes são pequenos bastões, contendo Hormônios, colocados sob a pele que liberam essa substância durante um período de 3 a 5 anos.

Os Espermaticidas são substancias químicas que matam os espermatozoides e só deverão ser utilizados em associação com a camisinha ou o diafragma.

O DIU, Dispositivo Intrauterino, é considerado eficaz, porém nem sempre é colocado em mulheres que não tiveram filhos; logo, ficaria descartado para a grande maioria das adolescentes.

O SIU, Sistema Intrauterino, que também é inserido dentro do útero onde libera um hormônio semelhante ao dos ovários, também é indicado preferencialmente para mulheres com filhos

A Camisinha Feminina é uma bolsa de plástico fino e macio, que é colocada dentro da Vagina antes e retirada após cada relação.

Atua como barreira impedindo que os espermatozoides entrem no útero e previne as DSTs.

A Pílula Anticoncepcional é considerada um dos métodos mais eficazes que existem, desde que utilizada corretamente.

É composta de hormônios sintéticos semelhantes aos produzidos pelos ovários e quando administrada corretamente, inibe a ovulação.

Atualmente, as pílulas tem sido uma boa opção para as adolescentes, pois as mais modernas possuem doses extremamente reduzidas, oferecendo à usuária uma contracepção eficaz, associada a um maior conforto e bem-estar.

Anticoncepcionais Injetáveis Mensais, assim como a pílula, são métodos eficazes e são também compostos de Hormônios que inibem a ovulação.

Representam uma opção a mais em termos de contracepção para adolescentes, além de serem práticos e discretos.

Os Injetáveis Trimestrais são compostos por apenas um hormônio, aplicados no músculo a cada 3 meses, podem levar a usuária a parar de menstruar durante seu uso, podendo demorar entre 6 a 8 meses para voltar a menstruar regularmente após o seu término.

Outros métodos Hormonais:

As Pílulas Vaginais, compostas pelos mesmos hormônios que compões algumas pílulas, são utilizadas por 21 dias, seguidas de 7 dias de pausa, onde ocorre a menstruação.

O Anel Vaginal, feito de silicone, contém hormônios em seu interior e libera a dose equivalente a de uma pílula, durante 21 dias, quando então deverá ser trocado por um novo anel inserido após 7 dias de pausa.

O Adesivo Transdérmico, é colado sobre a pele liberando a dose de uma pílula diariamente, cada adesivo é trocado semanalmente durante 3 semanas seguido de uma semana de pausa.

Estes métodos evitam a gravidez, agindo da mesma forma que as pílulas e apresentam eficácias semelhantes desde que sejam utilizados corretamente.

Portanto, avalie a importância do uso de métodos contraceptivos.

Fonte: Folder A primeira vez – ATO – Programa de atenção e Orientação à Saúde Sexual e Reprodutiva.

Recomendados:

Cerca de 200 lotes de remédios para Hipertensão serão recolhidos pela ANVISA

Portal10

Lúpus: Conheça os sintomas e tratamento

Portal10

Amanhã (04/05) é o Dia D de vacinação contra gripe

Portal10

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe sua opinião