Falso ACE é preso em flagrante por suspeita de assalto

Jornal dos ACS e ACE
Publicado em: 15 de dezembro de 2018 - Visto 680 vezes.
Langues / Languages:
  • Português
  • English
  • Français

  • Falso ACE é preso em flagrante por suspeita de assalto

    Um falso ACE foi preso em flagrante por suspeita de assalto. O suspeito usava um uniforme do Centro de Controle de Zoonoses.
    A polícia visualizou a placa de um carro através das câmeras de seguranças do bairro e com isso chegou até a casa do suspeito.
    Segundo uma matéria publicada no G1 Grande Minas em 13/12/2018 15h19, um homem de 23 anos foi preso em Montes Claros no início da tarde desta quinta-feira (13) suspeito de assaltar uma casa no Bairro Vila Regina.
    No crime, o rapaz teria se passado por agente de combate a endemias (ACE) utilizando uniforme do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) para ter entrada autorizada no imóvel.
    Segundo a Polícia Civil, o suspeito de ser o falso ACE, já teria sido preso em 2014 por envolvimento em outro roubo.
    O homem foi ouvido na delegacia e autuado ele em flagrante por roubo; ele foi reconhecido pelas vítimas. Segundo a Polícia Civil, o autor será levado ao Presídio Regional ainda nesta quinta-feira.

    A Dinâmica do assalto:

    Quatro moradores, de 27, 55 e 61 anos, foram rendidos na casa do Bairro Vila Regina onde o suposto agente de combate de endemias foi autorizado a entrar. As vítimas contaram à PM que o assaltante usava uniforme do Centro de Controle de Zoonoses.
    Após entrar na casa, ele se dirigiu ao quintal, sacou um revólver e anunciou o assalto. As quatro vítimas foram amarradas com fios e cintos dentro de um quarto. Durante a ação, o homem ameaçou cortar os dedos das vítimas e afirmou que sabia que no imóvel tinha dinheiro. Os moradores entregaram cerca de R$ 500 para o criminoso e ele roubou mais R$ 1 mil da bolsa de uma das vítimas, de 55 anos.
    Em nota, a prefeitura de Montes Claros informou que os agentes de endemias, conhecidos como “Amarelinhos”, devem estar com uniformes e com crachás durante o serviço. A prefeitura informou ainda que o crachá deve ser solicitado pelo morador antes do agente entrar na residência. “Caso haja alguma dúvida sobre a identidade do agente, o CCZ deve ser consultado, através do telefone 2211-4400”, completa a nota.

    - Continua depois da Publicidade -

    Sending
    Avaliação dos leitores
    0 (0 voto)

    Sobre o autor:

    Esse post foi publicado em 15 de dezembro de 2018 por Alexandre Santos.
    Blogueiro desde 2009 - Programador - Amante da tecnologia e internet.
    #COMPARTILHE:
    .
    Receba as novidades
    Notify of
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    Ver todos os comentários
    0
    Deixe sua dica ou opinião sobre o assunto.x
    ()
    x