Ministério da Saúde oferecerá suporte psicológico aos profissionais da saúde

Atenção Primária - SUS - Jornal dos Agentes de Saúde: ACS e ACE
Publicado em: 27 de abril de 2020 - Visto 1580 Vezes.

  • #SHARE / COMPARTILHE:
  • Compartilhe no Whatsapp
  • Compartilhe no facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no PINTEREST
READ IN:
  • PortuguêsPortuguês
  • EnglishEnglish
  • O Ministério da Saúde anunciou no último dia 26 de abril de 2020, através de uma mensagem enviada pelo Informativo SAPS, que oferecerá teleconsulta de suporte psicológico aos profissionais da saúde.

    De acordo com as informações divulgadas no Portal da Secretaria de Atenção Primária a Saúde, o governo deve investir mais de 2 milhões de reais para a criação da Central de atendimentos que deve funcionar entre os meses de maio e setembro de 2020.

    O Governo Federal reconhecendo a necessidade de apoio aos profissionais que, pelo trabalho intenso, com riscos de contaminação elevados e enfrentando condições adversas, podem ter sintomas como ansiedade, depressão, irritabilidade, transtorno de estresse agudo e burnout, entre outros.

    O projeto será realizado em parceria com o Hospital das Clínicas de Porto Alegre e contará com uma central de teleconsulta formada por profissionais da Psicologia e Psiquiatria selecionados por edital.

    Como acontecerá a teleconsulta

    Os profissionais envolvidos no contexto da infecção por SARS-CoV-2 que se sentirem na condição de sofrimento psíquico poderão utilizar um canal telefônico que será divulgado em maio de 2020.

    No primeiro contato, será definido o melhor horário para o primeiro atendimento com o terapeuta. Ele enviará um link via WhatsApp para o profissional de saúde responder uma escala de avaliação e assinar o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido.

    A teleconsulta será feita por videochamada, utilizando estratégias de intervenção em situação de crise, por meio de psicoeducação, psicoterapia cognitivo-comportamental e psicoterapias interpessoais.

    Aqueles que forem identificados com potencial de risco ou sintomatologia muito intensa serão encaminhados para avaliação psiquiátrica. Havendo a necessidade de intervenção farmacológica, o profissional será referenciado para atendimento presencial.

    Sobre o autor:

    Esse post foi publicado em 27 de abril de 2020 por Alexandre Santos.
    Blogueiro desde 2009 - Programador - Amante da tecnologia e internet.
    Tags: , ,
    #SHARE / COMPARTILHE:

    5 1 vote
    Article Rating
    Subscribe
    Notify of
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments