Na última quarta feira, dia 27/02, o Dep. Fábio Henrique, agradeceu pelo desarquivamento do Projeto de Lei (PL), nº 5.312/2016 que pretende reduzir a carga horária dos Profissionais Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias de 40 para 30 horas semanais.

Veja a mensagem de agradecimento e o anúncio feito pelo deputado abaixo:

Eu gostaria de parabenizar a mesa diretora desta casa pelo desarquivamento do Projeto de Lei 5.312, de autoria do Deputado Fausto Pinato, que estabelece a nova carga horária dos profissionais Agentes de Saúde e Agentes de Endemias para 30 horas. Entendemos que é um projeto extremamente justo, porque são profissionais que, no sol e na chuva trabalham diariamente…

…Portanto nós temos perfeita concordância com o projeto… Por entendermos que é um projeto que traz justiça à profissionais que trabalham diariamente pela saúde do nosso povo.

Veja o o vídeo com a mensagem abaixo:

Aproveito para deixar bem claro, que reduzir a carga horária não é trabalhar menos, mas sim trabalhar com qualidade, pois não dá para além de trabalhar e levar insolação da manhã, também ter que trabalhar a tarde onde o sol é mais forte.

Continua após o Anúncio...

2 COMENTÁRIOS

  1. Sonho há muito tempo com a redução da jornada de trabalho, mas depois se for aprovado, tenho certeza que vai ser uma luta para os municípios fazer valer esse importante benefício a nós acs .

  2. Hipocrisia faze los ficar 8 hs ao dia aguardando o sol declinar ou chuva cessar na rua sem comer ou beber ou ir ao sanitário, pois o correto e cumprir metas e administrar seu tempo com responsabilidade qualidade e vontade de cumprir seu papel, não ficar servindo de bode expiatório para gestores incompetentes que querem fazer fachada de trabalho com serviço destes heróis e estes mesmos gestores nada fazem além de puxar saco de prefeitos e secar os benefícios destes funcs que trabalham sol a sol sem descanso sem comida sem uniforme sem material sem salario digno so sendo explorados por todos na saúde de medicoa a enfermeiros de gestores sanguessugas ao RH encobridores de direitos

DEIXE SEU COMENTÁRIO: