UM DIA PARA RECORDAR: A Greve dos Agentes de Saúde de Aracaju

Jornal dos Agentes de Saúde: ACS e ACE
Publicado em: 22 de abril de 2014 - Visto 1546 Vezes.

UM DIA PARA RECORDAR: A Greve dos Agentes de Saúde de Aracaju

  • #SHARE / COMPARTILHE:
  • Compartilhe no Whatsapp
  • Compartilhe no facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no PINTEREST
READ IN:
  • PortuguêsPortuguês
  • EnglishEnglish
  • UM DIA PARA RECORDAR
    Quem se lembra desse dia histórico para a nossa categoria. 
    Histórico porque quase ninguém acreditava que iriamos ter coragem de entrar em uma greve. 
    O medo do corte do ponto e da falta de salário no final do mês era grande. 
    A intimidação da gestão para não entramos na greve também era outro ponto muito temido por todos. 
    Mas isso não foi o suficiente para segurar esses profissionais que lutam todos os dias para melhorar as condições de vida da população aracajuana.
    Foi no dia 14 de janeiro de 2014, que os Agentes de Saúde de Aracaju decidiram parar suas atividades e entrarem em greve. 
    Essa greve durou mais de 60 dias. 
    UM DIA PARA RECORDAR: A Greve dos Agentes de Saúde de Aracaju
    Os agentes de saúde estavam reivindicando melhores condições de trabalho e uma resposta à falta de posicionamento do município em relação à portaria nº 260/2013, do Ministério da Saúde, que destina o equivalente a R$ 950,00 para cada agente de saúde. Valor esse que já é pago em alguns municípios de Sergipe e demais cidades do Brasil. 
    Hoje, esse valor foi corrigido em R$ 1.014,00, pelo Ministério da Saúde, através da portaria nº 314/2014, de 28 de fevereiro de 2014.
    A frase de ordem dos Agentes foram essas: 
    – Prefeito João Alves, nós não queremos aumento. Nós só queremos o valor integral do repasse do governo federal.
    Podemos não ter avançado muito em nossas negociações. Mas estamos de parabéns pela mobilização. Fomos firmes, fomos fortes e sempre ordeiros.
    Agradeço a todos os ACS’s e ACE’s, por acreditar que só a união nos torna mais forte.

    ATENÇÃO: Dias 29 e 30 de abril, paralisações em frente ao Centro Administrativo Aloísio Campos (PMA) às 07:00 horas. Endereço Aloísio Campos Rua Frei Luís Canelo de Noronha, 42 – Conj. Costa e Silva.

    Lutar sempre. Desistir jamais!
    Texto divulgado no Facebook por: ACS – Lenilson Xavier

    Sobre o autor:

    Esse post foi publicado em 22 de abril de 2014 por Alexandre Santos.
    Servidor Público Concursado, Agente Comunitário de Saúde (desde 2011) - Graduando em Fisioterapia (2014), Escritor e Editor dos sites: Portal10.Info e PortalParalelo.Com.
    Tags: #SHARE / COMPARTILHE:

    0 0 votes
    Article Rating
    Subscribe
    Notify of
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    View all comments