Quem é ele

Post do Leitor
Visto 221 vezes des de 27 de dezembro de 2016.

Quem é ele

“Quem ele é…
Boa pergunta … rs me pergunto isso á cada vez na qual olho para ele distraído arrumando seu copo de vodka , ou penteando o cabelo enfrente aquele espelho, ou simplesmente mexendo no celular com aqueles óculos que o deixa mais lindo e intrigante ainda .
Me pergunto sempre isso, pois se eu perguntar para qualquer outra pessoa sempre vai ter alguém para me mostrar “quem ele é” sempre vai te alguém da qual já tenha uma opinião formada sobre ele , e eu hoje com mais de um ano que o conheço não consigo encaixa-lo em nenhum desses que já me falaram , na verdade não consigo aqui descrever quem ele é porque não consigo vê-lo com os olhos do mundo , vejo ele de uma forma diferente da que a maioria ver, observo pequenos detalhes coisas que a maioria não ver . Ele é solteiro, tem vários amigos, vive nas farras, é mulherengo conhecido entre os amigos como o cachorrão, pegador, e é mesmo!
Ele vive conforme a vontade dele ele é livre! Quem se envolve com ele sabe disso! Ele não mente á respeito, não sai dizendo que quer um romance, que tá apaixonado sendo que não está ou “iludindo” como a maioria dos outros “cachorrões” fazem .
Sim reconheço que ele é isso tudo ai mesmo, mas como já disse eu enxergo além do que ele me mostra, além do que as pessoas me mostram , percebo a maturidade dele em pequenos gestos, mesmo que ele se mostre ”um menino”. Nas poucas conversas que tivemos , consigo perceber que dentro desse cara representado nos parágrafos acima existe outra pessoa existe um homem , um pai , um filho ,tio etc… Vejo e convivo com ele em muitas dessas farras e olha que são muitas mesmo rs dançamos, bebemos, curtimos bastante ele bem mais que eu, não tenho esse pique todo rs, ele não tem tempo ruim se deixar é de segunda a segunda e mesmo nessa farra toda o lado responsável dele não deixa á desejar ! A responsabilidade dele no dia seguinte quando acaba as farras são certas , ele precisa ir trabalhar e vai mesmo que seja arrastado naquela ressaca maldita de vodka, mas ele vai ele arca com as obrigações, mora sozinho, sem nenhum gatinho de estimação que seja, até porque ele odeia rs, não esquece da família, mesmo parecendo que não ele é um cara muito família ele é sim!! ele dá valor que uma mãe merece, ele sabe ser filho ,percebo que nas folgas que ele tem ele corre pra casa da mãe corre para a família ele sabe ser pai, as demonstrações de carinho e afeto que eu vejo da parte dele são pequenas mas são visíveis, as fotos em família, as fotos da filha a consideração dele por cada membro da família é incrível é, invejável a quem não tem uma família estabilizada . E comigo a convivência é bem engraçada, nós ficamos á um ano e esse pouco que sei da vida dele ninguém me falou eu fui observando, descobrindo sem ao menos estar procurando alguma informação, mas eu sempre tive comigo esse enigma sobre “quem ele é” não me pergunte o porque, por que eu não sei! E desde então nossa “relação” se é que posso chamar isso de relação é bem estável, se eu escrever aqui que uma vez ele me chamou para sair com ele é mentira, isso nunca aconteceu nem no primeiro encontro , todo vez que ficamos sempre é em encontros casuais estou numa festa , ele esta , e nos já nos ajeitamos é assim SEMPRE! oque eu acho engraçado nisso é a forma com que nos lidamos com isso sem ao menos surgir nenhuma cobrança, sem nenhuma briguinha , sem nenhum puxão de orelha nada absolutamente nada e então você me pergunta mas como assim estão a tanto tempo juntos e conseguem ser assim! e eu te respondo é por ele!! , ele sabe manter a calma, a estabilidade do momento, e o melhor sabe me deixar ser eu a qualquer momento, não temos aqueles grudes, as demonstrações de afeto são poucas nós sabemos que a qualquer momento poderemos deixar essa “relação” de lado , a qualquer momento ela pode deixar de existir e tudo isso é reciproco ajo com ele da mesma forma pois eu tenho em minha sã consciência oque estou fazendo e que oque estamos vivendo é um momento (bem longo na verdade) gosto dele, sei que ele pelo menos um pouco gosta de mim, ele me respeita de certa forma e isso me cativa bastante, me satisfaço com ele, digamos que ele é meu companheiro, adoro a companhia dele mesmo sendo aquela coisa “seca”, nada de chamego, nada de demonstrações de afeto nada disso, agora a melhor parte chega agora que é o sexo que a gente faz ♥ é sem explicação é gostoso quente e basta alguns pequenos beijos para acender aquele fogo nos dois é inexplicável ficar por cima e observar a forma do olhar dele, ver aquela cara de safado, ele me xingando sem pudor algum aquilo me da uma vontade de nunca mais parar, aquilo me da uma vontade de sempre querer mais e fazemos quantas vezes conseguirmos a noite de madrugada e de manhã que é minha parte preferida acordar de conchinha sentindo aquela barba roçando no meu pescoço, já me descontrola toda, e me entrego mais uma vez …
Não eu não sou uma tarada viciada em sexo, eu sou tarada nele gosto de transar com ele gosto da nossa forma descarada de se relacionar e isso me deixa longe de querer parar por aqui, a cada vez que ficamos parece sempre que é a primeira vez porém eu já sei de cór o caminho que nos leva ate esse momento. A gente se encontra em uma festinha qualquer, se ajeita, mantém-se cada um no seu lugar observando o andar da carruagem, mantendo aquele respeito que só a gente entende e depois de nos divertimos com os o amigos mais chegados aqueles que já nos tomam como um casal, beber todas que conseguirmos finalmente vamos para a casa dele ter a nossa nova noite que eu já não tirava da cabeça desde a ultima vez. Por fim não sei explicar oque é isso que vivemos para muito dos nossos amigos em comum somos um casal, quantas vezes já escutei “assume logo, tá faltando oque, cadê seu namorado, ele gosta de vc , te trata diferente das outras” dentre várias outras coisas mas nunca me sobe para a cabeça isso , eu sei meu lugar , eu sei até onde posso chegar, tanto tempo sei tão pouco dele mas esse tão pouco que eu descobri sozinha sem ao menos ele se importar em me falar um pouco da vida dele na verdade hoje está me rendendo várias dúvidas, porque estou fazendo esse texto, porque eu estou pensando demais porque passei a sentir aquelas pitadas de ciúmes, porque comecei a sentir essas coisas sem ao menos ele mexer uma palha pra isso, porque estou me sentindo apaixonada, oque ele pensa a respeito, oque passa na cabeça dele, será oque ele acha de tudo isso ou será que ele não acha nada e simplesmente se tiver bom pra ele tá favorável, se é só comigo assim ou não são muitas perguntas . Não sei nenhuma das respostas, e na boa não sei se quero saber… não sei oque ele fez ao meu ver não fez nada para que eu começasse a ter essas perguntas comigo. Eu não tenho o direito de estragar nossa “relação” eu não posso estar confundindo as coisas não posso querer mais do que eu já tenho, não posso exigir nada, por que sei que tem coisas que se melhorar estraga!!! Só acho que perdi essa brincadeira que eu misturei as coisas e mesmo assim ainda quero aqueles fins de semana com ele, quero dormir naquele abraço aconchegante quero aquela gostosura que é nós dois…
Existem muitas dúvidas e não quero ir atrás de descobrir só quero que as respostas venham quando tiverem que vim e que eu tenha aquela paz que eu tinha antes de tentar descobrir todas essas respostas… Afinal ate hoje ainda não sei quem é ele na minha vida más no momento é meu melhor momento!
” (sic) Texto enviado pela leitora Jaqueline (…) para a seção Conte a sua história

Não sei se é uma história, um conto ou realidade, mas adorei o texto.
Parabéns Jaqueline!

Pix Portal10

- Continua depois da Publicidade -

---
CONTINUE LENDO:
#COMPARTILHE:

Deixe uma resposta

- Continua depois da Publicidade -

---


Feito com muito amor!